Fiscalização contra garimpagem no Rio Madeira é intensificada em Porto Velho

Fiscalização contra garimpagem no Rio Madeira é intensificada em Porto Velho

A garimpagem no Rio Madeira, mesmo fora da Área de Preservação Ambiental (APA), voltou a ser proibida pela Justiça Federal no trecho entre Porto Velho e o estado do Amazonas, segundo o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Vilson Sales Machado.
Segundo ele, por conta da proibição, a fiscalização que já é realizada há um ano foi intensificada ao longo do rio. A Sedam também suspendeu as análises de processos de licenciamento ambiental que estavam em andamento na região. “Antes a proibição era de cinco quilômetros depois da ponte, agora a área de proibição chega à fronteira do Amazonas”, explica Vilson Sales.
De acordo com o gerente de fronteiras da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), Coronel André Glanert, em um ano de operação já foram apreendidas 30 balsas e 60 pessoas foram presas. “A fiscalização continua intensa”, alerta.
A apuração de muitas denúncias fica a cargo da Polícia Federal, uma vez que o rio Madeira é binacional. Ainda segundo o oficial, as forças de segurança e proteção ambiental de Rondônia têm atuado também em parceria com o governo do Amazonas para evitar a ação ilegal dos garimpeiros.
PORTO VELHO

RONDÔNIA
SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário…
ENVIAR
MAIS DO G1
Simm tem vagas para tosador de animais, assistente de logística e outras; confira
Oportunidades são para segunda-feira (13). Interessados devem ir a um dos postos do órgão.
BAHIA

Agricultor sai para trabalhar e é encontrado morto pelo filho em sítio de RO
Vítima de 40 anos foi atingida com disparo da própria espingarda em Machadinho. Filho saiu para procurá-lo após demora para pai retornar.
ARIQUEMES E VALE DO JAMARI
Motorista não para em cruzamento e mata mulher de 50 anos em Cacoal, RO
Vítima estava em moto e morreu no local da colisão. Condutor disse que foi impedido de ver a motoneta por causa do ponto cego do carro.
CACOAL E ZONA DA MATA

PAT Indaiatuba tem 14 vagas de emprego para níveis fundamental e médio; salário até R$ 2 mil
Os salários divulgados variam de R$ 1,2 mil a R$ 2 mil.
CONCURSOS E EMPREGO EM CAMPINAS E REGIÃO

Sine municipal de Porto Velho tem 10 vagas de emprego para esta segunda, 13

Habilidades

Postado em

13/11/2017

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *