O Preço das Nossas Fraquezas

O Preço das Nossas Fraquezas

O que seria do Estado e da sobrevivência de muitos canalhas se não fosse nossas torpezas? Sustentam-se em razão dos nossos vícios, dos nossos maus costumes, da nossa falta de ética, da nossa fraqueza moral, da nossa vaidade, da nossa ganância, ou seja, da nossa falta de virtude. Os mais altos impostos estão no cigarro e nas bebidas e nas coisas mais desnecessárias e inúteis para nossas vidas. Leis que transgredimos sem nenhuma necessidade, apenas por mania de esperteza.
Se fossemos um Povo mais virtuoso o Estado brasileiro cheios de homens iguais a nós, certamente estaria arrecadando seus impostos de produtos com valor agregado; sem dúvida já estaríamos fabricando medicamentos que estão com as patentes vencidas, fabricando nossos próprios insumos agrícola que representa 40 por cento do nosso custo de produção. Tudo isso significaria comida mais barata na mesa e uma balança comercial mais favorável. Hoje questionamos porque pagamos impostos tão altos em produtos de primeira necessidade e porque os impostos sobre veículos são tão altos. Se fossemos mais virtuosos e mais valorosos, por certo já se teriam encontrado outro meio de arrecadar. Hoje pagamos elevados impostos pelos nossos vícios e nossos maus costumes.
Vamos viver uma vida simples de povo brasileiro e refletir sobre nós e nossos vícios nossas fraquezas e buscar a virtude agora, porque isso será o grande legado para nossos filhos.
Autor: Francisco Guimarães

Habilidades

Postado em

31/01/2018

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *